Problemas da Filosofia
1 de Maio de 2009 ⋅ Filosofia Aberta

Pensar com os filósofos

Problemas da Filosofia, de James Rachels
Tradução de Pedro Galvão
Gradiva, Maio de 2009, 284 pp.
ComprarResenha

Problemas da Filosofia não é apenas mais uma introdução à filosofia. James Rachels, filósofo contemporâneo de primeira linha, guia-nos com a maior das naturalidades não tanto nas ideias dos filósofos, mas na própria discussão de alguns dos mais antigos, enigmáticos e estimulantes problemas da filosofia. Numa linguagem despretensiosa, mas rigorosa, incentiva-nos, desde a primeira página, a analisar criticamente as ideias dos grandes filósofos e a pensar com ele, sem temores reverenciais nem tiques académicos. O recurso frequente a exemplos e a contextualização da discussão com informação relevante, tanto da história da filosofia como do mundo contemporâneo, ilustram de forma brilhante a vitalidade, importância e actualidade da filosofia.

Esta obra começa com uma discussão sobre o legado de Sócrates e as razões deste filósofo para se recusar a desobedecer às leis da cidade que o condenou à morte, procurando mostrar que Sócrates argumentou de forma falaciosa. O autor aborda depois os seguintes temas:

  • Será razoável acreditar em Deus?
  • O mal
  • A vida além da morte
  • A identidade pessoal
  • A relação mente-corpo
  • As máquinas podem pensar?
  • O livre-arbítrio
  • O cepticismo e o conhecimento do mundo exterior
  • A objectividade e a fundamentação da ética
  • O sentido da vida

Termina com um útil apêndice sobre como avaliar argumentos.

Trata-se de uma obra que não pressupõe quaisquer conhecimentos prévios, destinando-se a todas as pessoas que gostam de pensar por si. Agradará especialmente aos estudantes do ensino secundário e superior, assim como a professores de Filosofia, Comunicação, Direito, Economia e Sociologia.

James Rachels

Sobre o autor

James Rachels (1941-2003) foi autor de The End of Life: Euthanasia and Morality (Oxford University Press, 1986), Created from Animals: The Moral Implications of Darwinism (Oxford University Press, 1991) e Can Ethics Provide Answers? (Rowman and Littlefield, 1997) e ainda Elementos de Filosofia Moral, publicado nesta mesma colecção.

Organizou quase uma dezena de volumes, dos quais se destacam Ethical Theory, (Oxford University Press, 1998) e The Right Thing To Do: Basic Readings in Moral Philosophy (McGraw-Hill, 2002). Publicou mais de cinquenta artigos nas mais prestigiadas revistas académicas internacionais.

Doutorado em Filosofia pela Universidade de Carolina do Norte, em Chapel Hill, EUA, Rachels foi professor nas Universidades de Nova Iorque e de Miami. À data da sua morte era professor catedrático na Universidade de Alabama, em Birmingham, EUA, e escrevia regularmente em periódicos como Bioethics, Nature, Los Angeles Times e The New York Times Book Review.

Índice

Prefácio

Capítulo 1 O legado de Sócrates
Capítulo 2 Deus e a origem do universo
Capítulo 3 O problema do mal
Capítulo 4 Sobrevivemos à morte?
Capítulo 5 O problema da identidade pessoal
Capítulo 6 Corpo e mente
Capítulo 7 Poderá uma máquina pensar?
Capítulo 8 O ataque ao livre-arbítrio
Capítulo 9 O debate sobre o livre-arbítrio

Excerto: Serão as pessoas responsáveis pelo que fazem?

Capítulo 10 O nosso conhecimento do mundo que nos rodeia
Capítulo 11 Ética e objectividade
Capítulo 12 Por que razão haveremos de ser morais?
Capítulo 13 O sentido da vida

Excerto: Felicidade, morte e absurdo

Apêndice: Como avaliar argumentos

Sugestões de leitura
Notas sobre as fontes

Índice analítico

Termos de utilização ⋅ Não reproduza sem citar a fonte