P. F. Strawson, de Muli Tang (pormenor)
Julho de 2003 ⋅ História da filosofia

P. F. Strawson (1919–2006)

Simon Blackburn

Filósofo inglês. Nasceu em Londres e estudou no St. John's College de Oxford. Strawson ensinou no University College de Oxford a partir de 1948 e tornou-se professor de metafísica em 1968. Estudou inicialmente lógica e filosofia da linguagem, em profunda consonância com o espírito da tradição da filosofia da linguagem comum, em voga na época. A este período pertence o seu célebre ataque à teoria das descrições definidas de Russell. Em 1959, o seu Individuals assinalou o retorno a preocupações mais metafísicas. A sua reputação consolidou-se com The Bounds of Sense (1966), uma magnífica viagem pela metafísica de Kant, com inúmeros artigos sobre epistemologia, liberdade, naturalismo e cepticismo. Em geral, Strawson representa a defesa da imagem manifesta, ou seja, do modo como vulgarmente se encara o mundo. Mesmo quanto a questões como a do livre-arbítrio, Strawson é céptico quanto à capacidade das teorias científicas para provocarem mudanças no esquema conceptual vulgar.

Simon Blackburn

Texto retirado de Dicionário de Filosofia (Gradiva, 1997).
Termos de utilização ⋅ Não reproduza sem citar a fonte