Os Cabelos de Beethoven, de Russell Martin
Junho de 2003 ⋅ Livros

Sem condições

Desidério Murcho
Os Cabelos de Beethoven, de Russell Martin
Tradução de Mário Dias Correia
Temas e Debates, Lisboa, 2002, 230 pp., 19,54 euros

Um dos elementos centrais do discurso paralisante é o mito de que "não há condições". É assim que se justifica o atraso do ensino e da economia, por exemplo. Mas a ideia de que alguma vez alguma coisa no mundo foi feita quando estavam reunidas as condições perfeitas é um mito. Os melhores feitos humanos são fruto da determinação e do trabalho que vence adversidades e permite fazer alguma coisa de valor. É evidente que este é o espírito que cria as condições; afinal, por que razão haveria alguém de nos dar as condições que não mostramos merecer?

Este maravilhoso livro de Russell Martin é um eloquente testemunho do que os seres humanos podem fazer com as suas vidas se não se deixarem embalar pela ideia de que "não há condições". A princípio estava muito céptico; que poderia haver de interessante sobre os cabelos de Beethoven? Mas assim que li as primeiras páginas fiquei fascinado — este livro comove e eleva, informa e esclarece, e está escrito com elegância e simplicidade.

Quando Beethoven morreu Ferdinand v. Hiller cortou-lhe uma madeixa de cabelos. É a incrível história de todas as histórias que rodeiam essa madeixa de cabelos, que sobreviveu até aos nossos dias, que é contada neste livro extraordinário. Mas dito assim, parece que nada de interessante haveria para contar. Todavia, este livro dá-nos a conhecer o tocante heroísmo do povo dinamarquês, na segunda guerra mundial, a personalidade elevada de Ferdinand Hiller, as dificuldades da vida de Beethoven, e a persistente dedicação de todos os que hoje amam a música do grande compositor romântico. E é um antídoto ao discurso paralisante que se queixa da "falta de condições" saber que os intervenientes desta história nunca tiveram as melhores condições para fazer o que fizeram — a começar pelo próprio Beethoven que viveu atormentado por uma misteriosa doença que além da surdez lhe provocava dores e desconforto constantes, acabando por ser responsável pela sua morte.

Em http://www.randomhouse.com/features/beethovenshair pode seguir o curioso percurso dos cabelos de Beethoven; e em http://www.sjsu.edu/depts/beethoven/hair/hairexhibit.html pode ver os próprios cabelos de Beethoven — mas ambas as coisas só têm significado depois de se ter lido este magnífico livro.

Desidério Murcho
Revista "Os Meus Livros", 4 (Setembro de 2002)
Termos de utilização ⋅ Não reproduza sem citar a fonte