Piaget é italiano

Leônidas Hegenberg
Dizionario di Psicologia e Psichiatria, de Michel Godfryd
Newton Compton, 1994, 95 pp.

Este dicionário de psicologia e psiquiatria foi escrito em francês e publicado, em 1993, pela Presses Universitaires de France. Godfryd lecionava na Sorbonne. Tornou-se conhecido como autor de Psychiatrie (Paris, Medel, obra vertida para o inglês e divulgada pela McGraw-Hill). Em seguida, dedicou-se aos assuntos jurídicos, escrevendo La Psychiatrie Légale (1989) e Les Expertises Médicales (1991).

Este dicionário, traduzido para o italiano por A. Rocca, encontrou divulgação na "Tascabili economici Newton".

Se não errei ao contá-los, há 738 "verbetes" (e umas poucas "entradas" que remetem o leitor a outros termos da obra). Mera curiosidade: há 93 verbetes iniciados com a letra "P" e 88 com a letra "A". Seguem-se os iniciados com "E" (57), "I" e "S" (56), "C"(49). Menos freqüentes, os verbetes iniciados com "U", "X" e "Z" (3 vezes cada).

Tendo em conta o total de termos, nota-se que a média é de oito por página. Percebe-se, pois, que os termos recebem caracterizações em poucas palavras — via de regra, em três até seis linhas. Na verdade, as poucas descrições mais longas ("comportamentismo", "demenza", "Elettra", "fobia", "mania", "nevrosi", "ossessione", "personalità", "postraumatico", "psicologia umanistica", "schizofrenia", "suicida", "svezzamento") não ocupam mais do que doze linhas. Os verbetes mais longos são "psicosi", com 33 linhas (quase uma página); e "stato", que ocupa 30 linhas.

Os termos aqui reunidos são, efetivamente, os mais usados em psicologia e psiquiatria. Estão, ao que parece, definidos de modo breve, mas correto, sem comentários supérfluos. O livro se torna útil, portanto, para uma rápida revisão rememorativa de significados de termos relevantes nas disciplinas em tela.

Como de hábito, das 21 obras relacionadas na bibliografia, duas têm seus títulos originais (em francês) e 19 estão com seus títulos em italiano — como se, por exemplo, J. Piaget tivesse escrito, em 1989 (!?), algo intitulado "Cosé la psicologia"; ou como se H. Wallon publicasse, em 1972, em Firenze, o livro "Fini e metodi della psicologia"...

Leônidas Hegenberg
Instituto Brasileiro de Filosofia
Termos de utilização ⋅ Não reproduza sem citar a fonte