Donald Davidson, de Manuel Sanches

Apresentação

Manuel Sanches
Donald Davidson: Acerca da Correspondência, Coerência e Cepticismo, de Manuel Sanches
Supervisão de João Branquinho
Dissertação de Mestrado
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
Lisboa, 2000, 106 pp. (36 000 palavras)
Mais informação

Esta dissertação propõe-se caracterizar as teses fundamentais de Davidson sobre a verdade e examinar os argumentos que utiliza para refutar o cepticismo acerca da verdade e da sua justificação. Davidson defende uma teoria que contém simultaneamente uma componente correspondentista acerca da verdade e uma componente coerentista acerca da justificação da verdade. Por um lado, é a dimensão correspondentista que permite considerar a teoria da verdade de Davidson uma teoria realista; por outro lado, é a dimensão coerentista que sustenta uma defesa do holismo e uma crítica do fundacionalismo como teoria da justificação da verdade. Esta dissertação procura mostrar que a defesa simultânea das noções de correspondência e de coerência não representa, na filosofia de Davidson, nenhuma contradição.

A verdade é uma noção central na filosofia de Davidson, apesar de não se encontrar aí explicitamente definida. O carácter prioritário desta noção significa que ela não é conceptualmente analisável ou redutível a qualquer outra noção. A verdade surge como um pano de fundo perante o qual se situam muitas outras noções, desempenhando um papel na sua explicação. Em particular, desempenha um papel fundamental, tanto no esclarecimento da noção de interpretação, como na compreensão das nossas próprias atitudes como criaturas racionais e da nossa própria relação com o mundo.

Manuel Sanches concluiu a Licenciatura em Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em 1974 e o Mestrado em Filosofia da Linguagem e da Consciência em Novembro de 2000. Iniciou a sua actividade profissional como professor de Filosofia do ensino secundário no ano lectivo 1974/75. Desde o ano lectivo de 1988/89 que exerce a sua actividade na Escola Secundária de Santa Maria, em Sintra.

Manuel Sanches
Termos de utilização ⋅ Não reproduza sem citar a fonte