Gilles Deleuze
7 de Fevereiro de 2008 ⋅ Teses de filosofia

Apresentação

Fernando Machado Silva
Da Literatura, do Corpo e do Corpo na Literatura: Derrida, Deleuze e monstros do Renascimento, de Fernando Machado Silva
Supervisão de Hélio J. S. Alves e Olivier Feron
Dissertação de Mestrado
Universidade de Évora
Évora, 2007, 187 pp. (63 818 palavras)
Puxar

Esta dissertação procura entender que relação existe, ou poderá existir, entre a Literatura e o Corpo, abordando vários conceitos filosóficos (différance, phármakon, devires, máquinas, experiência, metáfora, etc.) dos filósofos Jacques Derrida e de Gilles Deleuze (em primeiro plano, cruzando a leitura com outros), aplicados à Teoria da Literatura e à prática de análise de textos renascentistas. Nesse sentido aborda-se a figura do Monstro, como corpo privilegiado, pela sua paticular relação entre o Real e a Ficção, uma vez que indica não só os limites como, também, as possibilidades ou potências do Corpo na Literatura.

Fernando Machado Silva (fernandomachadosilva79@gmail.com) nasceu em Lisboa em 1979, concluiu a licenciatura em Estudos Teatrais na Universidade de Évora em 2004 com a nota final de 15 e o mestrado em Literatura e Poéticas Comparadas, na mesma Universidade, com a nota final de Muito Bom. Tem trabalhado como actor/performer desde 1999, é sócio fundador da associação CEPiA - Centro de Estudos Performativos i Artísticos; em Évora, docente entre 2004/2006 na U.É., e assistente de encenação.
Termos de utilização ⋅ Não reproduza sem citar a fonte