Introdução à Estética
12 de Outubro de 2008 ⋅ Filosoficamente

Primeiros passos na estética

Introdução à Estética, de George Dickie
Tradução de Vítor Guerreiro
Revisão científica de Desidério Murcho
Lisboa: Bizâncio, Outubro de 2008, 276 pp.
Recensões: André BarataDesidério Murcho
ExcertoComprar

Introdução à Estética traça uma abordagem do percurso da Estética desde os primórdios, passando pelas transformações registadas nos séculos XVIII, XIX e primeira metade do século XX. A primeira metade do livro aborda a história de duas noções da estética - a teoria da beleza e a teoria da arte - e descreve as transformações sofridas desde a Grécia Antiga, até aos anos 50 do século XX. As respostas das teorias culturais das décadas seguintes são depois abordadas. Por fim, são apresentadas cinco teorias tradicionais de avaliação da Arte e o autor apresenta ainda uma outra, pessoal, baseada em princípios de Monroe Beardsley e Nelson Goodman. Escrito por um dos mais destacados filósofos da Arte e da Estética, este livro é também acessível a todos os que se interessam pela Filosofia e pela Arte.

Aclamação

"Quando ainda era estudante disseram-me que a Estética era a "enteada feia" da Filosofia. Não sei quão exacto e difundido está este preconceito, mas sei que o livro de George Dickie, Introdução à Estética, nos proporciona uma perspectiva concisa, acessível e informativa. É Filosofia verdadeira e genuína teoria estética."

Sarah Worth, Universidade de Furman

George Dickie

Sobre o autor

George Dickie é Professor Emérito de Filosofia da Universidade de Illinois. É uma reconhecida autoridade na área da estética, sendo autor de inúmeros livros e artigos, dos quais se destacam Art and the Aesthetic: An Institutional Analysis (1974), The Art Circle: A Theory of Art (1984), Evaluating Art (1988), The Century of Taste: The Philosophical Odyssey of Taste in the Eighteenth Century (1996) e Art and Value (2001).

Índice

Prefácio

Parte I: Uma Introdução Histórica à Estética Analítica

  1. 1. Observações Preliminares
  2. 2. A Teoria da Beleza: De Platão ao Século XIX

    Platão. São Tomás de Aquino. O Século XVIII: O Gosto e o Declínio da Beleza. Shaftesbury. Hutcheson. Burke. Hume. Alison. Kant. Resumo das Teorias Setecentistas do Gosto. O Século XIX: O Nascimento do Estético — Schopenhauer

  3. 3. A Atitude Estética no Século XX

    O Estado Estético: Distância Psíquica. Consciência Estética: Atenção Desinteressada. Percepção Estética: "Ver como". Comentários Finais

  4. 4. Metacrítica: Uma Alternativa à Atitude Estética

    Observações Finais

  5. 5. A Teoria da Arte: De Platão ao Século XIX

    Platão. Aristóteles. O Século XIX: Novos Rumos - A teoria da Arte como Expressão. O Que É Uma Teoria da Arte?

  6. 6. Teorias da Arte do Século XX: De 1914 à Década de 1950

    Clive Bell: Uma Teoria da Beleza para o Século XX. Susanne Langer: Uma Teoria da Arte como Imitação para o Século XX. R. G. Collingwood: Uma Teoria Expressionista da Arte para o Século XX. Morris Weitz: A Arte como Conceito Aberto

Parte II: A Estética no Século XX: Da Década de 1960 até ao Presente

  1. 7. Uma Mudança de Rumo e Novos Desenvolvimentos

    Um Novo Rumo para a Experiência da Arte. Um Novo Rumo para a Teoria da Arte

  2. 8. A Teoria Institucional da Arte

    A Primeira Versão. A Versão mais Recente

Parte III: Quatro Problemas de Estética

  1. 9. Crítica Intencionalista
  2. 10. O Simbolismo na Arte
  3. 11. Metáfora
  4. 12. Expressão

Parte IV: A Avaliação da Arte

  1. 13. Teorias da Avaliação do Século XX

    Subjectivismo Pessoal. Intuicionismo. Emotivismo. Relativismo. Singularismo Crítico

  2. 14. O Instrumentalismo de Monroe Beardsley
  3. 15. O Instrumentalismo de Nelson Goodman
  4. 16. Outro Tipo de Instrumentalismo

    Comentários Finais

Epílogo
Notas
Bibliografia
Índice analítico

Termos de utilização ⋅ Não reproduza sem citar a fonte