Introdução à Filosofia da Ciência

Filosofia da ciência

A filosofia da ciência trata dos problemas filosóficos levantados não só pelas ciências da natureza (física, biologia, química, etc.), mas também pelas ciências sociais (sociologia, psicologia, história, etc.) e pelas ciências formais (matemática e lógica formal). Esses problemas podem ser de natureza epistémica ou de natureza metafísica, pelo que em filosofia da ciência se distingue habitualmente os problemas de epistemologia da ciência dos problemas de metafísica da ciência.

A ciência é objectiva? De que modo se obtém conhecimento científico? Como se distingue a ciência do que não é ciência? Este são problemas de epistemologia da ciência porque dizem respeito, directa ou indirectamente, à justificação do conhecimento científico. O primeiro é o problema da objectividade da ciência, o segundo é o problema do método científico e o terceiro é o problema da demarcação. Conceitos como os de subjectividade, objectividade, indução, confirmação, verificação, falsificação, refutação, hipótese, método, observação e previsão são, entre outros, centrais para a discussão destes problemas.

Por sua vez, as seguintes perguntas de filosofia da ciência não são de caráter epistémico: As entidades inobserváveis da ciência, como os quarks, existem realmente? O que é a causalidade? O que é uma lei da natureza? O que é uma explicação científica? Apesar de as duas últimas perguntas incidirem também parcialmente sobre questões epistémicas, todas incidem principalmente sobre a natureza última da realidade, o seu funcionamento e estrutura. As noções centrais aqui são as de facto, teoria, realidade, convenção, causalidade, lei e explicação, entre outras. (Aires Almeida e Desidério Murcho, Pensar com os Filósofos)

Artigos introdutórios

Livros introdutórios

Artigos

Livros

Documentos