René Descartes
30 de Março de 2005 ⋅ Teses de filosofia

Apresentação

César Schirmer dos Santos
A Afirmação da Existência dos Corpos nas Meditações de Descartes: Verdade e Propensões Incorrigíveis, de César Schirmer dos Santos
Supervisão de Lia Levy
Dissertação de Mestrado
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil
Porto Alegre, 2003, 139 pp. (44 556 palavras)
Puxar

Nesta dissertação analisa-se a prova da existência dos corpos apresentada por Descartes na Sexta Meditação a partir da teoria do juízo apresentada na Quarta Meditação. Em particular, mostra-se que a prova é clara e distinta, apesar da sensibilidade, elemento-chave da prova, fornecer percepções obscuras e confusas. Mostra-se também que Descartes formula uma epistemologia teísta, na qual o estabelecimento do critério da verdade depende da prova da existência de Deus, não havendo, por isso, o famoso problema do círculo cartesiano.

César Schirmer dos Santos (cxirm-crit@yahoo.com.br) é natural de São José dos Campos, São Paulo, Brasil, e obteve os graus de bacharel e mestre na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente está escrevendo uma tese de doutorado sobre externalismo, memória e conhecimento de si no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da mesma universidade sob a supervisão de Paulo F. E. Faria.
Termos de utilização ⋅ Não reproduza sem citar a fonte